sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Mais uma lista.

Eu acho que tenho um pezinho na América do Norte. Como os americanos, adoro uma lista!!! Às vezes elas são interessantes ou engraçadas ou não servem para nada ou como esta, ajudam em alguma coisa. Faço lista de tudo e acho que me ajuda a não esquecer das coisas importantes e ganho tempo. E você? O que acha das listas?
25 idéias para deixar o Natal mais verde, sem perder o brilho.
*COMPRAS *
1. Faça listas de tudo o que será preciso comprar -presentes, enfeites, alimentos- e organize em blocos o que pode ser adquirido no mesmo local. Faça um roteiro do trajeto das lojas, criando as rotas que exijam menos voltas pela cidade e menos quilômetros rodados. Se possível, faça as compras no comércio local, em lojas perto de casa ou do trabalho, às quais é possível ir a pé
2. Combine com amigos ou familiares de irem juntos às compras no mesmo carro. Quanto menos veículos saírem à rua, melhor para todos
3. Comprar pela internet diminui a necessidade de transporte, uma das maiores fontes de emissão dos gases responsáveis pelo efeito estufa. No comércio eletrônico, a compra vai direto do depósito do fabricante ao endereço do comprador, evitando o duplo uso de veículos: o que leva a mercadoria do galpão à loja e o que o consumidor usa para ir ao estabelecimento comercial e voltar para casa
4. Compre verduras, frutas frescas e secas etc. a granel. Assim, você não gera mais lixo com as embalagens de plástico e isopor, que estão entre os materiais mais difíceis de serem degradados. No supermercado, peça para que suas compras sejam acondicionadas em caixas grandes de papelão e não em uma infinidade de saquinhos
*CEIA*
5. Mesmo nos cardápios tradicionais, há vários ingredientes encontrados em versão orgânica. Para facilitar a vida, economizar e reduzir o custo ambiental do transporte, informe-se sobre produtores que entregam em casa
6. É possível ter uma mesa farta sem que isso signifique desperdício. Para não passar dias comendo peru frio, adapte as quantidades de alimentos ao número de convidados. Calcule, por pessoa, 200 g de peru com osso ou 100 g do sem osso, de 80 g a 100 g de tender, 200 g de lombo, 150 g de bacalhau, 1/2 xícara de farofa e três colheres (sopa) de salpicão; para cada três pessoas, uma xícara de arroz cru basta
7. Para fazer o cálculo da quantidade bebidas: uma garrafa de vinho, uma de champanhe ou dois litros de refrigerante servem quatro pessoas; se for servir cerveja, calcule três latas ou uma garrafa de 600 ml por convidado. Se possível, substitua o refrigerante por sucos
8. Variedade é bom, mas evite duplicidade de pratos no cardápio. O ideal é servir só um tipo de proteína para fazer o assado principal (ou uma ave, ou um peixe, ou uma carne bovina etc.). Com uma oferta única, mas caprichada, fica mais difícil sobrar muita comida. Se for servir dois tipos de carne, faça o cálculo para que, juntas, somem 300 g por pessoa
9. Ao cozinhar, separe um recipiente para ir juntando todo o óleo de cozinha utilizado. Depois que o óleo esfriar, coloque-o em uma garrafa pet e leve para reciclagem. Jogar óleo no ralo é contribuir para poluir os rios
10. Providencie duas lixeiras grandes para separar os resíduos orgânicos dos recicláveis na hora em que forem gerados -será muito mais fácil do que separar tudo no dia seguinte. Não perca tempo lavando bem os vasilhames recicláveis; basta tirar os resíduos sólidos e passar na água. Nos centros de reciclagem, mesmo os recipientes que foram bem lavados em casa têm de receber uma nova lavagem industrial
11. Não use copos, pratos e guardanapos descartáveis na ceia. Além de menos elegantes que seus similares não-descartáveis, são péssimos para o ambiente
12. Economize água e trabalho deixando bacias cheias de água e um pouco de detergente ao lado da pia. Ao retirar as coisas da mesa, coloque copos em uma bacia, talheres em outra etc. Será muito mais rápido e fácil lavá-los depois
*PRESENTES*
13. Já que não dá para reduzir o consumo nessa época, que pelo menos ele seja feito de forma consciente. Compre presentes produzidos conforme os critérios de comércio justo e de adequação ambiental
14. O amigo-secreto, comum no mundo do trabalho, pode ser proposto também para a família. Em vez do troca-troca geral de pacotes, um presente para cada um -a economia na quantidade permite investir mais na qualidade
15. Boa parte das embalagens acaba indo para o lixo. Reduza os embrulhos. Alguns presentes não precisam ser envoltos em papel. CDs, DVDs e livros, por exemplo, podem ganhar apenas um laço de fita colorida
16. Já os presentes das crianças não podem ficar à vista. Se houver muitas na festa, uma idéia é colocar todos os objetos, cada um com uma etiqueta com o nome do presenteado, em uma grande caixa de papelão, fechada com uma fita e que se será aberta na hora de trocar os presentes
17. Quando for usar papel de embrulho, prefira os artesanais e feitos com material reciclado. Não são necessariamente baratos, mas há produtos lindos no mercado, que valorizam o presente
18. Outra opção é usar embalagens reaproveitáveis. Sacos de tecido e caixas com tampa são belos pacotes que, depois, ganham outros usos
19. Sugestão para dar àquela pessoa que já tem tudo (e você nunca sabe o que comprar): dê de presente a filiação anual em uma organização voltada à preservação ambiental
*DECORAÇÃO*
20. Se você ainda não comprou a árvore, pergunte ao fornecedor se a planta tem raiz ou se é apenas a ponta do pinheiro plantada. Esta última seca e precisa ser jogada fora. A árvore inteira pode ser replantada e durar por vários anos
21. Encher a casa com vasos de flores cria um clima de festa sem usar um monte de enfeites industrializados. As flores não prejudicam a camada de ozônio e podem ser replantadas
22. Seja original e decore a árvore com enfeites feitos de materiais naturais: ráfia, palha, tecido. A combinação com elementos dourados funciona bem. Origamis também ficam ótimos na árvore-de-natal
23. Invista em um presépio artesanal: há peças lindas, feitas em cerâmica, madeira, tecido, fibras etc. por cooperativas de artesanato
24. Crie enfeites 100% aproveitáveis: coloque em potes de vidro transparente frutas como cereja, uva, ameixa, lichia ou pêssego e use na decoração da mesa e da sala de jantar. No fim da ceia, os 'enfeites' ganham reciclagem imediata, ao serem consumidos como sobremesa
25. Se não há como abrir mão das luzinhas, só as ligue em momentos especiais e à noite. De preferência, restrinja as luzes à árvore-de-natal. O resto da sala pode ganhar uma iluminação natalina com velas, bem mais sustentáveis

Copiei daqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É sempre muito bom receber sua visita.
Se quiser deixar um recadinho, ficarei feliz.
Volte outras vezes.
Beijo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...