quarta-feira, 4 de junho de 2008

A moda de cada signo / The fashion of the signs / La moda de cada signo


DAQUI
Ele mandou espalhar e eu obedeci. :P

Áries ou Carneiro

Áries se veste com músculos. Com exagero. O vermelho explode em seu tórax assim como seu riso gargalha alegria rasgada. Usando muito vermelho e ira será sempre o primeiro a rir, a ir, a vestir o que é audácia. Cabelo moicano foi sua petulância. Foi o primeiro a desfilar com piercing. Pode ser o primeiro a usar um kimono como roupa de rua. Fashion, agressividade e moda esporte é como jeans e camiseta, franqueza na cara. Sem falar da sedução da barba por fazer ou do cabelo de menino da ariana, compondo seu jeito de guerreira e mulher independente. Tudo isso para conquistar olhares e paixão à sua apimentada personalidade.

Touro

Touro veste couro. Ou algodão cru. Envolve-se lençol de seda. Após seus banhos lentos em ervas e paciência, cobre-se com o frescor de seus cremes de beleza. Ou loções pós-barba (caso tenha feito a barba). Namora sua pele. O cheiro. A roupa que caia como uma luva. É teimoso na cor marrom, nos cortes tradicionais, nas lingeries confortáveis como a preguiça. Fiel ao seu prazer, aprecia roupas que durem como obsessões em cabeça dura. E que pisem firme realçando o seu poder de sedução passiva. Touro é discreto. Aprecia bijouterias. Rústicas, feitas de semente. Jóias não dispensa de maneira alguma. Pricipalmente se for um colar de diamantes.


Gêmeos

Gêmeos é unissex. E muitos. Multidão de pessoas disputando o mesmo espelho. Quando um está de black o outro veste terno. Quando o outro está fashion, o um está está étnico. Drag, clássico, desarrumado. Ou tudo isso no mesmo estilo. Ou tudo ao contrário disso. Roupa esquizofrênica que transita com humor entre mundos. Por isso não gosta de cintos. Gravatas só as engraçadas. Veste-se com sotaque, gíria, versatilidade. Duas-caras, degradé, à vontade. Camisas largas que servem como vestido. A chuteira que vira tênis. Jaqueta dupla-face. Celular correndo junto aos pés de vento. Para Gêmeos, moda é falar pelos cotovelos.


Câncer ou Caranguejo

Look retrô. Câncer se veste com a história. Que já passou passado, infiltrando raízes e melancolia. Roupas com laços feitas com o tecido da infância. Moda que desfila a memória. Guarda-roupas repletos de lembrança e sensibilidade. E peças antigas. Saias de cantiga de roda. Sandália de couro que lembra a origem. Lágrima umedecendo o cílio. Caranguejo é receptivo, romântico, agressivo. E tímido, para não escancarar que é vulnerável e acabar levando uma pinçada. Por isso, linho com cores sóbrias. Saia rodada. Maquiagem discreta. Jóia cor de prata. Xales, rendas e conforto que lembre canção de ninar. E pérolas. Muitas pérolas. Para Câncer, moda é mudança de humor, mudança de lua. E dá-lhe revival.


Leão

Leão não anda, desfila. Com muita luz de holofote e juba. Suas roupas não são simples vestimentas, são figurinos. Acessórios são adereços. Aliás, roupas de festa combinam com o representante do sol na Terra. Assim como os bonés e os chapéus, versões modernas das coroas. Com lurex espraiando por sua pele, glamour na maquiagem, brincos e anéis de ouro, fará notar sua grandiosidade, sua vontade de brilhar e de fazer da vida uma eterna festa de arromba. Vestindo amarelo, laranja, bronze nylon, irradia e realça nobreza direto do seu coração para a platéia. Ousado, criativo, combinará a vontade de aplauso com o poder de subir no palco. Porque Leão sabe que vestir é ser muitos. Sobretudo ele mesmo.


Virgem

Virgem é discreto. Modesto. Aprecia a moda que não desperte vulcões. Roupas funcionais, simples e confortáveis fazem seu luxo. A mesma cor azul. O azul do azul. O mesmo dia cinzento. O guarda-pó sujo de trabalho. Guarda-chuva a tiracolo. Roupas de qualidade que sejam verdadeiras pechinchas. E que faça dormir sua sexualidade junto aos colegas de afazeres. Cada detalhe examinado. A crítica bem passada. Manchas nem com análise. Muito menos a idéia de menos roupa. Entende bem de algodão, fibras e “uniformes” de trabalho. Tipo ternos para advogados ou mini-saias para secretárias. Lingeries? Muitas. Da cor do vulcão cuspindo vermelho.


Libra ou Balança

Libra é charme. Sob medida. Sabe que moda é ética. E estética. E um bom, belo e verdadeiro sapato italiano. Sempre muito chique e equilibrado, aprecia o que é clássico, com uma certa leveza. Jeans com cetim, paletó com camiseta. Extravagâncias? Só quando cansa de segurar a balança. Ou quando polemiza com seu costureiro. Usa cores. das mais variadas. Mas sempre de forma harmonizada. Cores pastéis e uma peça vermelha. Veste-se de forma que não eclipse o outro. Sabe que moda é diálogo. Também é diplomacia, a elegância do Ademir da Guia, muitas dúvidas, algumas escolhas.


Escorpião

Em Escorpião, a roupa é seu sexo. Seu pano é sua pele. Decote, muita provocação e emoções de entranhas compõem seu closet. Sem falar do collant sexy da mulher-gato. Saltos-altos. Ou das transparências cheias de veneno. Seu acessório é seu lábio. Cores? Preto-noite. Petróleo. Vinho-tinto. Roupas que ao mostrar guardam segredos. Piscam sedução. Traem desejos. Despem o íntimo. Escondem conclusões. Escorpião desconfia que o sexo de alguém é a sua única certeza. Por isso sua sensualidade é do tamanho de um decote que vai da nuca ao vulcão mais próximo. De suas obsessões. E de seu batom nunca em meio-tom.


Sagitário ou Centauro

Mochila nas costas. Tênis multi-colorido com filosofias. Calça sarja e larga como a sorte. E muita peruca. Tendo por preferência a moda esporte, casual, jovial. Poderá combinar novas tendências com referências étnicas. Ou camiseta com dizeres, idéias sendo vestidas e propagadas. Che Guevara no peito, brinco de conquistador. Cabelo comprido, cara de professor. Ou de menino maluquinho. Roupas folgadas que dêem uma sensação de liberdade, que defende com unhas e cascos. Fica grande com vermelho vivo, rosa choque, amarelo entusiasmo. Cores que flertam com a aventura e a juventude. Sai muitas vezes à noite vestido de Don Juan. Quando não de dia mesmo.


Capricórnio ou A Cabra

Capricórnio veste o tempo. Sólido como a solidão prefere roupas consagradas pela eternidade. Ternos, tailleurs, coletes à prova de bala. Da cor do chumbo, da cor de areia de ampulheta. Clássico e severo, inspira aos outros respeito e silêncio. E experiência. Seu estilista é sua postura firme, ereta, tipo pinheiro do Paraná. Aprecia cetim assim como um bom vinho envelheciso. Assume o discreto charme da seda para cobrir o que é pedra ríspida acarinhada pelo tempo. Lãs, meias, ceroulas são seus amgios junto à lareira. Assim como o relógio de bolso amarrado à sensibilidade coberta de luxúria.


Aquário ou O Aguadeiro

Aquário é cyber-punk. Pós-pós. Ultra-moderno. Defenderá ideologias e a ciência com sua roupa. Computador instalado numa das mangas. Tecido sintético na cor cinza metálico. Ou o telefone no sapato de James Bond. Inventará moda, desafiará convenções, quebrará tabus. Uma camisa sobre outra camisa. Óculos como visor. Camisetas a favor de causas humanitárias. Pode preferir tecidos reciclados, ecológicos, bijouterias espaciais ou até mesmo adotar estéticas futuristas. Que provoquem choques, estranhamento, revolta. Tipo desfile de moda que acontece todo dia na Europa. Aquelas roupas que ninguém usa. Tresloucadas. Pós-fashion. Ou roupa de andróide com cara de Kraftwerk.


Peixes

Peixes veste sonho. Imagens de cabelo de cavalo com o jeito desleixado do poeta bebaço. Num dia no bar, calça rasgada, meias trocadas, óculos escuros. Numa noite no mar, delicadeza, linho, seda. Ou roupas que dormiram por muito tempo. Vestidos longos como uma sereia. Traças na roupa vitimada pelo tempo. Ou os lançamentos da última estação. Peixes veste-se em cardume. Ou no caos que é um closet. Sensível à maré das modas, dita espírito camaleão às passarelas. Lixo é luxo. Estética do brechó. Tênis reluzente no hábito de uma freira. Mundo mix embriagando Armani.

Um comentário:

É sempre muito bom receber sua visita.
Se quiser deixar um recadinho, ficarei feliz.
Volte outras vezes.
Beijo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...