terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Uma Arte / One Art


BabyA arte de perder não é nenhum mistério;
tantas coisas contêm em si o acidente
de perde-las, que perder não é nada sério.

Perca um pouquinho a cada dia. Aceite, austero,
a chave perdida, a hora gasta bestamente.
A arte de perder não é nenhum mistério.

Depois perca mais rápido, com mais critério:
lugares, nomes, a escala subsequente
da viagem não feita. Nada disso é sério.

Perdi o relógio da mamãe. Ah! e nem quero
lembrar a perda de tres casas excelentes.
A arte de perder não é nenhum mistério.

Perdi duas cidades lindas. E um império
que era meu, dois rios, e mais um continente.
Tenho saudades deles. Mas não é nada sério.

- Mesmo perder você ( a voz, o ar etéreo
que eu amo) não muda nada. Pois é evidente
que a arte de perder não chega a ser mistério
por muito que pareça ( Escreve!) muito sério.

Elizabeth Bishop, mais aqui.

4 comentários:

  1. Olá Elba!

    Não conhecia esta poesia mas gostei muito!

    Uma boa semana para ti! ;)

    Bjinhs

    ResponderExcluir
  2. Elba,
    Coloquei um mimo para vc no meu blog.Passa por lá.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  3. Adorei a poesia e adoro seu blogé muito bom sempre aproveito muitas idéias, bjs......

    ResponderExcluir

É sempre muito bom receber sua visita.
Se quiser deixar um recadinho, ficarei feliz.
Volte outras vezes.
Beijo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...